O Velho Vo diante da Democracia

 

"Passados os estados despóticos da Idade Média chega o momento da "atual democracia", como resultado do sonho de John Locke *, filósofo inglês – 1632, 1704.

Uma expectativa liberal, retirada do sentido político do homem
- Aristóteles - e de suas condições de iguais e livres em seu estado de natureza.

Democracia,
esta nova metodologia para tentar organizar um conglomerado humano diverso e com direitos naturais de existência, de sobrevivência e de propriedade.

Como é difícil encontrar o "ponto de partida" para o entendimento dos homens.

Quantas experiências o homem vive, na intenção de encontrar uma fórmula capaz, um dia, de ensejar a tão desejada paz?

Superadas as vicissitudes da Idade Média; a escravatura; as dominações coletivas do homem sobre o homem, na China, na Índia, na África do Sul e tantos outros povos, indicando que o homem deseja, pelo menos, um facho de luz para poder exercer a liberdade, para viver em busca da felicidade, perante os seus sentimentos.

Hoje o homem tenta superar o radicalismo consentido da política, tudo com muita perseverança, pois, permanece a desigualdade para fomentar a separação e o dissentimento entre os homens.

Nos primeiros tempos o homem construía seu abrigo e buscava sua comida, que eram as condições mínimas para sua sobrevivência.

Na verdade esse pouco parecia bastante para ajustar o centro de gravidade da humanidade.

E onde está o repositório que gera tão profunda dissensão entre os homens, senão no próprio homem, nas suas dúvidas?

Aos poucos, com sua tendência política, vai encontrando os mecanismos para o entendimento, aplacando os efeitos das suas paixões e das suas ambições.

No movimento da democracia, o que está presente é a angústia do homem para ser igual e ter a sua individualidade respeitada pelo grupo ou a "chamada maioria".

O que é o grupo, ou maioria, senão a massa ignara que age sem reflexão ! O grupo é uma abstração e volúvel; assim é opressivo, egoísta, sectário e presunçoso, acha que vale mais do que o indivíduo.

Não obstante todos esses transtornos o homem e a mulher vão conseguindo alcançar essa liberdade".




* Locke, (John). Grande Enciclopédia Delta Larousse, volume 9, pg. 4070.



AVANTE