Balão, Arte que não Pode Falhar

 

Como vimos, ele é intuitivo, aparentemente fácil e de técnica simples, mas é rigorosamente sensível, não podendo dominá-lo pessoas despreparadas ou desprovidas de sentimento.  

O sentido de tratar com traços, formas e cores e o zelo em saber aproveitar alguns artifícios da técnica, são os atributos principais dos que se propõem a mostrar todo esse espetáculo de arte e beleza.  
T. Monte Cristo e  Balão Azul  .  São Paulo  

O grau de dificuldade progressivo exige daqueles que o praticam, o respeito aos seus princípios, portanto, quem o faz não deve improvisar. Como projeto de engenharia, ele não pode malograr.

O aprimoramento garante sua segurança e o atualiza, é a repetida procura da perfeição. Isso comprova o seu sucesso.

O ser humano não resiste ao insucesso.

 

Balão é a vitória do homem!

  MEU BALÃO  

  Vai passeando no céu,

   Tão garboso, sem destino,

    Meu balão de papel fino,

    Meu folguedo de menino,

    Minha arte de papel.

 

  Vai, ostensiva chama,

  Arte marginalizada,

   Vibração da garotada,

   Abnegação devotada,

   Do adulto que te ama.

 

  Vai, tradição suburbana!

   Vai, colorida vaidade,

   Proibida liberdade,

   Comprovada habilidade,

     De quem por ti se apaixona...

                                                                                                         TIÃO MAIA

 

FIM