ÁFRICA SELVAGEM
Do Físico ao Metafísico  
T. CAPELA SÍTIO CASCATA . RJ . 2004

____________________________________________________________________

    

    Para você escrevo do físico ao metafísico.  

    Atenção para a grande mentira, que chamo de "cisma da Humanidade", do inglês Charles Darwin, sobre a origem do homem, que marca a propaganda sistemática nos meios de comunicação, ou mídia, como querem os "modernistas", pois retira do homem e da mulher a dignidade de filhos de DEUS, subtraindo-lhes o sentimento altruísta e induzindo o egoísmo possessivo, próprio do instinto animal, o que resulta na extravagante exaltação à natureza, ou melhor, no culto ao macaco-homem.

    O fato... 

  "A teoria da evolução das espécies e da sobrevivência das espécies mais fortes na "luta pela vida" do naturalista inglês Darwin(1809, 1882) que, na hipótese mais atrevida, apresenta o homem como resultado de uma inverossímil metamorfose de primata, foi publicada no seu célebre livro On the Origin of Species by Means of Natural Selection - Sobre a origem das espécies por meio de seleção natural - 1859, estabelece uma nova referência na busca da definição da origem do homem". 

    A conseqüência...

"O inglês Charles Robert Darwin foi um viajante do seu tempo, pesquisador da fauna e da flora da América do Sul e das ilhas do Pacífico, onde esteve durante cinco anos, no decorrer do século XIX. Os resultados dessas observações combinaram-se, em seu espírito, com as idéias sociológicas, políticas e econômicas que vingavam na Inglaterra do liberalismo político, tudo conduzindo para a idéia virtual do Homo Economicus".  

 

    O epílogo...

    A onda ecológica da nova ordem do materialismo ateu, incorporada pelo neoliberalismo, e dirigida para dominação do Mundo, encena a mensagem subliminar naturalista dissimulada, e mergulha a sociedade humana nesta crise, sem precedentes, de seleção natural das espécies, em que "o homem é o lobo do homem", como profetizou o inglês Thomas Hobbes, no seu tratado "Sobre o Cidadão" e "guerra de todos contra todos", em que a "utilidade é a medida do direito", o que significa que "levado por suas paixões o homem precisa conquistar o bem, ou seja, as comodidades da vida, aquilo que resulta em prazer.  O altruísmo não seria, portanto, natural. Natural seria o egoísmo, inclinação geral do gênero humano, constituído por um perpétuo e irrequieto desejo de poder e mais poder que só termina com a morte", escritos do século XVII.

 

veja: O Homem e o Domínio do Saber

 

    O novo comportamento...

    Ora, o físico é o campo da matéria, ou se você preferir a forma mais objetiva, representa a realidade.

    O metafísico ultrapassa  essa barreira e abre-se à alma, à mente, porque no metafísico está o lugar do espírito ou do mistério, o campo de DEUS. 

    A dúvida... 

    Matéria versus espírito...    Você deve, então, estabelecer a dúvida como ponto de partida para vencer o dilema, pois a dúvida é a alavanca da evolução!  Afinal, vive-se no mundo físico, onde os fenômenos da matéria são aqueles percebidos pelos sentidos. Mas você não é apenas os sentidos, você é corpo e alma, você é filho de DEUS. 

    A resposta...

    A viagem...    O ócio impele para o entretenimento ou para o campo do mistério, onde se exercita a mente.  Nesse momento você faz a transição do lugar do físico para o lugar do metafísico.

 

ÁFRICA SELVAGEM
Aí, navegando no espaço incomensurável, diante de um momento de êxtase da idéia, nasce o balão, como belo fruto do pensamento e que aos poucos vai se transformando em tamanho e forma e termina num produto fascinante.
RIO DE JANEIRO . 2004

   

    Durante todo esse tempo o "balão junino" ocupa o lazer dos seus autores e no acontecimento da sua soltura provoca o encantamento de quantos o assistem.

    Sempre foi assim!

    

ÁFRICA SELVAGEM
O "balão junino" reflete o sentimento altruísta do ser humano e é o elo indispensável para o reconforto do viver.    
RIO DE JANEIRO . 2004RIO DE JANEIRO , 2004

   

    O "balão junino" é um Rico Acervo da Escola da Vida .

 

 

continua...