Revoada . RJ . 2003

____________________________________________________________________

    Veja... contempla este cenário e pense...

     De onde vem isto?

    Antes de responder, sublima esta imagem e perceba o universo que está dentro de você e os muitos momentos alegres que permanecem adormecidos no berço da memória...    

    Agora, sobre a pergunta, você sugere:  

- "origina-se na mente do homem e vem da faculdade natural de projetar, sempre em busca de alguma coisa que faça bem".  

    Pois é, quanta imaginação... 

 

Mas, também, na dimensão do físico do meu viver, digo que vem dos tempos dos avós, onde a lembrança nem tudo consegue alcançar.  

     

    Nesse momento você viaja no tempo e completa:  

- "vem, quem sabe, dos tempos quando o homem dava os primeiros passos da promissora caminhada para o futuro".  

    Ora, toda essa reflexão parece indicar que o "balão junino" é o filho notável, germinado do balão universal, que tantas glórias vem proporcionando à Humanidade, desde os tempos de Marco Pólo.

 

     Assim, ele se mantém, pujante, esbanja altruísmo e se sustenta dono de uma poesia fértil, inesgotável fonte do Saber, que, entre tantos, inspirou o brasileiro Alberto Santos Dumont para conquistar o espaço e ser reconhecido como  "pai da aviação".  
Alberto Santos Dumont

 

    Sempre atento, vejo-os passeando pelos céus da minha terra, noite e dia, a brilhar, como astros no céu; acompanho-o desde os primeiros anos de idade; aprendi quase tudo sobre ele e muito com ele; por ele reuni gente, hoje amigos; testemunho que, em torno dele, outros vivem usufruindo de seus predicados benéficos; e compreendi dever divulgá-lo, pelo que representa para as crianças, para a família e para a sociedade. 

Balão é ponto de encontro.

Balão é linguagem da vida.

 

continua...