O Velho Vo diante da Escola Convencional

 

"Ensinar e aprender são as duas vocações inatas que o ser humano tem para exercer o viver.

O homem e a mulher, para desenvolverem a capacidade que dispõem, exercitam essas aptidões através de dois instrumentos: a Escola Convencional e a Escola da Vida ou natural.

 

           SIMBIOSE

Na ordem humana o processo de aprendizagem começa com o nascimento. A criança percebe as primeiras lições, sob a proteção da mãe. E assim, vai aprendendo e ensinando, ora na formação familiar e segue na Escola do homem ou Convencional, ou nas formas fortuitas, Escola da Vida, cujo aprendizado decorrem do meio ambiente e das condições de sobrevivência de cada um.

           T. DA SERPENTE . RJ . 1993

 

A Escola Convencional, criada pelo homem em função da visão restrita e dos interesses políticos preponderantes, de cada época, é a escola dirigida pelo ser humano e contém os vícios decorrentes dessa contradição.

O ensino da Escola Convencional é dual e tendencioso.

Ressalvadas algumas exceções no tempo e no espaço, sua pedagogia, em geral, é estabelecida para conduzir as pessoas à idéia materialista do Mundo e da Vida. Assim, limita-se a passar, para aqueles que a ela têm acesso, o que é conhecido ou o que pode ser definido. É um ensino insuficiente. Não satisfaz ao ser humano, às suas necessidades e seu desejo de saber".

 

 

O Velho Vo mostra a Quinta Conclusão Grave desse estudo

 

NO PALCO DA VIDA

FANTASIA E REALIDADE

SE INTEGRAM À NATUREZA

 

 

AVANTE