O Velho Vo diante da Terceira Dimensão do Homem



"A causa da Vida é a própria vida, sugerem os seguidores da tradição científica racionalista.

Esse entendimento simplório contém uma contradição ensaiada desde os primórdios da civilização, quando estudiosos da época: da matemática, da física, da astronomia e da astrologia, confundiam aspéctos da existência com a própria Vida. Tal resposta, saída da "ponta da língua" de muitos, ainda hoje, é repetida para manter a dúvida: a Vida é a realidade; a realidade é a Vida.

O começo de toda essa ficção provém da idéia original de que "tudo era feito de água", como dizia Tales¹ de Mileto, ou do átomo, dos atomistas Leucipo e Demócrito², que viveram na Grécia antiga, nos séculos VI, V e IV a.C. , quando os fenômenos da natureza começaram a impressionar a mente.

Ora, a água é um composto da matéria, enquanto que o átomo é elemento constitutivo da matéria, assim, seria a matéria o princípio da Vida? E a causa da matéria, a que atribuir, surge do nada?

Mas, então, o que é a Vida, quando ela surge ou de onde ela vem?

O que repito é que a vida é um fenômeno transcendente e tem origem fora da matéria.

Este fato foi revelado, diante dos espias disfarçados em homens de bem, quando Jesus de Nazaré, DEUS vivo, começava ser seguido pelos príncipes dos sacerdotes e pelos escribas, para ser preso. Nesse episódio, passado há pouco menos de 2000 anos, Jesus foi perguntado sobre se eles deviam ou não dar o tributo a César, então,

 

Jesus disse:- POR QUE ME TENTAIS? MOSTRAI-ME CÁ UM DINHEIRO. DE QUEM É A IMAGEM E A INSCRIÇÃO QUE TEM? Respondendo, eles lhe disseram: De César. Então lhes disse o Senhor: -"PAGAI LOGO A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR: E A DEUS O QUE É DE DEUS".³

 

Esta parábola elucida, "de uma vez por todas", a dúvida.

Alguma vez você já pensou sobre esse assunto, ou simplesmente vive subordinado aos ditames da realidade?

Você é dotado de espírito. Sobre isso parece não haver dúvida. Mas o que é o espírito, uma energia derivada da matéria de certos corpos ou dos sentidos próprios do organismo do homem, ou algo imaterial que tem identidade própria, com criação definida? O pensamento é uma ferramenta do espírito ou simples manifestação provocada por sensações ou imaginações, também, derivado dos sentidos da criatura humana?

Para melhor ilustrar sobre a Vida, volto a citar o exemplo da flor da roseira, a rosa, diante da Vida e do Viver:

Naquele ponto concluí...

 


foto Paul Starosta do livro Rosas

"A rosa, eleita símbolo do amor, que a poetisa grega Safo - 625,580 a.C - designou "Rainha das Flores", é Vida porque você a vê, você a pega, você sente o seu perfume... pela impressão da visão, do tato e do olfato. Logo, no estado físico em que se encontra, a rosa vive o seu ciclo, inserida na matéria que lhe dá forma.

 

A flor da roseira, então, floresce como advertência da Vida.

A rosa, portanto, é o momento visível da Vida, onde se aloja o embrião da prole, que lhe possibilita o viver, garante a hereditariedade e indica a perenidade.

Assim sucede com os demais seres.

Dessa meditação...

Da simples ocorrência desse singelo fruto da Vida - a rosa - afirmo que tudo tem a mesma causa, que permanece oculta, porque está além do físico, além da matéria... E o que não pertence à matéria pertence ao espírito. A Vida, portanto, pertence ao espírito e não tem definição, ao contrário do que dizem certos livros, na interpretação simplista da visão materialista.

Sugiro que a razão da Vida possa ser constatado na vestidura da natureza e percebido nas obras da arte, pois em cada uma dessas formas está presente a harmonia essencial a ordem das coisas. Na natureza e na arte encontram-se as Mãos de DEUS para o homem ver, sentir e compreender o Mundo e a Vida.

Então, é isso! DEUS é a causa de tudo e tem a arte da Vida. A Vida é, assim, um atributo de DEUS.

DEUS tem o domínio da Vida e estabelece o Plano da Vida..."

Agora, você pode continuar a refletir sobre essas questões.

Em algum momento você terá a mesma resposta, porque todo ser humano está capacitado para encontrar a razão da sua existência. Basta querer, e querer é poder.

A liberdade só será alcançada quando você conhecer e aceitar sua verdadeira procedência. No momento em que você sentir o sinal, estará diante da nova dimensão, a dimensão do Saber, do conhecimento pleno, do conhecimento do físico e do metafísico; terá, enfim, atingido o estágio do DOMÍNIO DO SABER e repelirá a versão materialista que define você como "um animal racional", ou como lídimo representante de uma espécie gerada de um ancestral anfíbio ou primata qualquer; e você terá alcançado a dignidade de filho de DEUS e estará no plano da Terceira Dimensão do Homem: a dimensão do amor universal; a dimensão da fraternidade; a dimensão da paz, o lugar onde está a Nova Forma de Viver e de Conviver Para Mudar o Mundo".

 

1. Tales de Mileto. Obras Filosóficas de Bertrand Russell, pag. 29.
2. Leucipo e Demócrito. Obras Filosóficas de Bertrand Russell, pag. 76.
3. Evangelho de São Lucas, cap. 20, (19 , 25) Novo Testamento, Bíblia Sagrada .

 

 

AVANTE