Salmo 51 de Davi

Contra um caluniador prepotente
I
Por que te glorias na maldade, Herói de infâmia? A meditar malefícios estás todo o tempo; Navalha afiada é tua lingua, forjador de intrigas. Ao bem preferes o mal, Ao falar justo, a mentira. Em todos os discursos malignos te comprazes, Língua pérfida!
II
Por isto DEUS te há de destruir, Há de remover-te para sempre;Arrancar-te-á da tua tenda E te extirpará da terra dos vivos.
III
Hão de ver os justos e temer; Rir-se-ão de ti: " Ai está o homem que não tomou A DEUS por seu protetor, Mas na abundância das riquezas pôs a sua confiança, E fez-se forte nos seus crimes". Eu, porém, sou como a oliveira verdejante, Na casa de DEUS; Confio na misericórdia divina, Agora e sempre. Louvar-vos-ei a toda a hora Porque assim o fizestes; Glorificarei o vosso nome-porque é bom- Na presença de vossos fiéis.


Biblia Sagrada